A preocupação com o bem-estar dos animais

%AM, %23 %187 %2005
Publicado em Notícias

 

 

Pesquisadores da Austrália encontraram um padrão de transmissão de cultura em golfinhos da costa oeste do país. Segundo o estudo, que publicaram na revista científica "PNAS" (Academia Nacional de Ciência norte-americana), os pesquisadores propõem que os chamados golfinhos nariz-de-garrafa, da região, apresentam um comportamento específico para a caça que é transmitido socialmente das mães para as filhas durante o seu desenvolvimento.

O comportamento não é exactamente complicado, mas é o primeiro indício da utilização de uma ferramenta aprendida com outros animais por mamíferos aquáticos.

Durante a pesquisa, de mais de dez anos, observou-se que alguns desses golfinhos se utilizavam de esponjas marinhas cobrindo o focinho para descer ao fundo do mar para a caça.

Com esse comportamento o animal se protegia para buscar alimento entre as pedras e areia e também de outros animais venenosos. Após analisar o DNA de mais de uma centena de golfinhos, os pesquisadores comprovaram que esse comportamento não era genético.

Portanto, segundo eles a única hipótese possível para o facto seria realmente a transmissão de cultura. A questão que fica em aberto no estudo é a razão pela qual a maioria dos golfinhos com esse tipo de comportamento é fêmea.

Fonte: www.pnas.org

{mos_sb_discuss:522}