Golfinhos do Brasil estão contaminados por compostos usados em inseticidas

%PM, %23 %016 %2012
Publicado em Notícias

 

Estudo realizado na Universidade do Rio de Janeiro (UFRJ), pela pesquisadora Mariana Alonso, determina que os golfinhos do Brasil estão contaminados por piretroides. Os compostos são utilizados em diversos produtos, tais como insecticidas domésticos ou repelentes de insectos.  
 
Segundo pesquisadora, em tempos supunham-se que os piretroides se decompunham, contudo, o composto foi encontrado no fígado, leite e placentas da espécie Pontotoria Blainvillei (conhecida como Toninha), que está ameaçada de extinção.
 
A análise foi feita em exemplares que ficaram presos, acidentalmente, em redes de pesca no litoral de São Paulo e do Rio Grande do Sul. Os filhos possuíam maior concentração da substância. “Eles recebem uma carga muito alta nos primeiros estágios da vida”.
 
A pesquisadora explicou que o golfinho está no topo da cadeia alimentar, que é composta por outros seres vivos, que também devem estar contaminados pelo composto, a exemplo da alga, do camarão e do peixe. As consequências da presença da substância no organismo dos golfinhos ainda são desconhecidas.