Aumenta população de golfinho raro do Rio Indo

quinta, 08 junho 2006
Publicado em Notícias

Mesmo assim, o animal, que é cego e não possui a barbatana dorsal, continua correndo risco de extinção

O golfinho do Rio Indo


ISLAMABAD - A população de uma espécie ameaçada de golfinho que vive no Rio Indo, no Paquistão, aumentou nos últimos anos, mas o animal continua correndo alto risco de extinção, disse nesta quarta-feira um cientista que comanda um projecto de conservação.

O golfinho do Rio Indo é cego e não possui a barbatana dorsal, e existe apenas no Paquistão. Sua população cresceu de 1.100, em 2001, para actuais 1.330, de acordo com os resultados de uma pesquisa realizada entre Março e Abril deste ano e divulgada na capital, Islamabad, nesta quarta-feira.

Mas o mamífero de água doce ainda pode ser extinto se mais coisas não forem feitas para proteger seu habitat, disse Gail Braulik, biólogo de golfinhos e o cientista líder do projecto, que faz parte do Programa de Várzeas do Ministério do Meio Ambiente do Paquistão.

"Uma proibição na caça a esses golfinhos há 30 anos pode ter tido um impacto positivo, mas parte do Programa de Várzeas é investigar maneiras de relocar os golfinhos das áreas mais povoadas para aquelas com menos densidade populacional", disse Braulik.

Os pesquisadores descobriram que o uso excessivo de água para a agricultura, o uso de pesticidas e outros produtos químicos industriais no Rio Indo, assim como a pobre conservação da água, que reduziram o habitat dos golfinhos.

Cerca de 1.200 golfinhos, incluindo 150 filhotes, vivem em uma faixa de 200 quilómetros do rio entre as cidades paquistanesas de Guddu e Sukkur, quase o dobro dos 725 vistos na mesma área durante a pesquisa de 2001.

O restante dos golfinhos vive em outras quatro secções do Rio Indo, cerca de mil quilómetros que foram pesquisados por cientistas viajando pelas águas com barcos.

O ministro do Meio Ambiente, Malik Amin Aslam, disse que os planos para construir cinco barreiras até 2016 para colectar as quantidades crescentes de água que vem do derretimento das geleiras ao norte e corre pelo Rio Indo vão melhorar o ambiente dos golfinhos.

O golfinho do Rio Indo continua sendo uma das espécies mais ameaçadas do mundo e, ao contrário da maioria dos outros golfinhos que vive no oceano, vive em água doce.


{mos_sb_discuss:522}